Portal Eletrobras Distribuição Roraima

Destaques

25.07.2017-XI Semana Nacional da Segurança/Campanha de Uso Consciente de Energia Elétrica

Cai o índice de acidentes da população com a rede elétrica

Campanha foca nos desafios de reduzir as ocorrências entre as principais causas de mortes por contato com a rede: construção e manutenção predial e ligação elétrica clandestina.

  O número total de acidentes entre a população brasileira envolvendo a rede de energia elétrica vem caindo nos últimos anos. Desde que começou a fazer o monitoramento, em 2001, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) revela queda gradual, ano a ano, atingindo 26%. O percentual de ocorrências de maior gravidade, com episódios fatais, caiu mais ainda: 37% nos últimos 16 anos, sendo que, só do ano passado pra cá, a redução foi de 9%. A menor taxa de incidências revela o resultado das campanhas de conscientização que as distribuidoras têm feito junto à população, com o reforço em ações focais direcionadas às principais causas. Este ano, a XI Semana Nacional da Segurança/Campanha de Uso Consciente de Energia Elétrica realizada pelas concessionárias pretende alcançar cerca de 206 milhões de pessoas em todo o País, com a adesão das 47 empresas associadas à Abradee, o que corresponde a praticamente todo o país.
A cada ano, as distribuidoras reforçam as ações da campanha com base nos tipos de acidentes mais comuns motivados pelo contato da população com a rede elétrica. Com o slogan Energia Elétrica com Consciência, a iniciativa tem o objetivo de conscientizar para prevenir, e este ano, chama a atenção para cinco situações do dia a dia das pessoas que têm sido as principais razões dos incidentes: construção/ manutenção predial; ligações clandestinas; pipas; instalações de antena de TV; e poda de árvore.
Segundo o presidente da Abradee, Nelson Fonseca Leite, a apuração dos números e tipos de acidentes dos usuários com a rede elétrica é uma ação de extrema importância, pois, além de fazer o controle dos casos, também ajuda no direcionamento das estratégias das campanhas de conscientização e prevenção de novas ocorrências. “Vemos os resultados deste trabalho ao observar que de 2009 a 2016, tivemos uma redução total de óbitos em todos os tipos de ocorrência abrangidos pela Campanha”.
Dados do levantamento – No total, foram registrados pelas distribuidoras 773 acidentes em todo o País, no último ano. Destes, 240 foram de maior gravidade, em situações que ocasionaram a morte das vítimas. As distribuidoras apontaram na pesquisa 14 tipos diferentes de ocorrências provocadas pelo contato das pessoas com a fiação elétrica, além dos principais já mencionados acima.
Assim como nos anos anteriores, o principal responsável pelas mortes ocasionadas pelo contato com a rede de energia é a construção/manutenção predial, com 33% dos casos no último ano. O presidente da Abradee explica que, neste caso, as situações mais comuns ocorrem em obras residenciais informais, os ditos “puxadinhos”. Nos últimos oito anos (2009 a 2016) 699 pessoas morreram em situações como esta.
Já as ligações elétricas clandestinas, o famoso “gato”, é a segunda maior causa de mortes em acidentes com a rede. O segundo lugar nesta lista também revela a recorrência deste tipo de acidente, tendo em vista que nos anos anteriores, embora com um número menor, também figurava na mesma posição. De 2009 a 2016, período de 8 anos, 271 pessoas morreram por contato com os fios ao tentar fazer as ligações clandestinas. No mesmo período, foram registradas 134 mortes por conta do contato das vítimas com a fiação enquanto instalavam antena de TV; 113 pessoas morreram enquanto faziam poda de árvores, e 57 enquanto empinavam pipa.
Em relação aos acidentes fatais, entre 2015 e 2016, dentro das situações abrangidas pela campanha, foram registrados 80 casos motivados por construção/manutenção predial; 20 por ligação elétrica clandestina; 13 por poda de árvore; 8 em instalações de antena de TV; e 5 em brincadeiras de empinar pipa.
Em relação às taxas de gravidade e de frequência dos acidentes (incluindo os fatais), de 2015 para 2016, foram registrados 5% a menos de incidentes com alta gravidade. A frequência praticamente se manteve a mesma, com uma leve queda.
Dados por região e as principais causas- Ao observar os dados nacionais com as principais causas abordadas pela campanha, verifica-se que a situação se repete no levantamento por região, destacando a construção/manutenção predial e a ligação elétrica clandestina como os protagonistas deste cenário. Nos últimos oito anos (de 2009 a 2016) a região Norte contou com 8% dos incidentes fatais com a rede elétrica do país, ocorridos em construções/manutenções prediais; o Nordeste registrou 28% das mortes nestas mesmas circunstâncias, o Sudeste 48%; a região Sul 10%; e a região Centro-Oeste contou com 6% dos casos.
No mesmo período, a ligação elétrica clandestina vitimou de modo fatal 271 pessoas no Brasil, sendo que 30% dos casos foram registrados na região Norte; 27% no Nordeste; 22% no Sudeste, 14% no Centro-Oeste; e o Sul contou com 7% deste tipo de ocorrência no País.
Ainda analisando os casos neste período de oito anos, envolvendo os cinco principais tipos de acidentes abordados pela campanha, o total do número de pessoas que faleceram no Brasil foi de 1244. O dado foi de 181 na região Norte (que conta com 9% da população brasileira); 344 no Nordeste (28% dos habitantes); 484 no Sudeste (42% dos habitantes); 132 no Sul (14%); e 103 no Centro-Oeste (7%).
Sobre a Campanha - Na busca pela universalização, as distribuidoras vêm estendendo suas redes elétricas para as periferias e áreas rurais mais distantes, incorporando contingentes populacionais com baixo nível de informação e conscientização sobre os cuidados necessários para uma convivência segura com as redes elétricas. Em 1966, apenas 40% da população brasileira era atendida pelas redes das concessionárias (seis milhões de consumidores). Atualmente, em todo o país, são três milhões de quilômetros de rede de distribuição para atender 81 milhões de consumidores, contemplando 206 milhões de habitantes, com uma cobertura de 99,8% dos domicílios e com 2,2 milhões de novas ligações ano.
As distribuidoras, isoladamente, sempre atuaram no sentido de orientar seus consumidores sobre os riscos da energia elétrica e como evitá-los. A partir de 1990, para acompanhar mais de perto essa atuação, a Abradee e a Fundação Coge implementaram a coleta sistemática de dados das concessionárias.
Em 2006, a Abradee e suas associadas promoveram a primeira campanha nacional para prevenção de acidentes com a rede elétrica e vêm repetindo esta mobilização todos os anos. Os resultados têm sido positivos.
A redução sustentada nos índices gerais, ano a ano, reflete o resultado das campanhas e de outras ações que se complementam. Uma delas é a busca permanente das distribuidoras pela melhoria das condições de segurança de suas redes. Embora necessária e indispensável, uma rede em perfeitas condições técnicas e de segurança, por si só, não impede que um ato imprudente resulte em acidentes. Por isso, a Abradee considera importante a participação na campanha por parte de toda a sociedade, governos, imprensa, e também entidades ligadas à construção civil.
Principais dicas da campanha
Antena de TV: ao instalar ou consertar antenas, cuidado com a rede elétrica. Escolha um lugar afastado dos fios, observando quando o tempo estiver bom, sem chuva. Caso a antena caia na fiação, nunca tente segurá-la ou recuperá-la.
Área Rural: mantenha distância da rede elétrica ao usar máquinas agrícolas. Esteja sempre atento para evitar acidentes com máquinas agrícolas movimentadas próximas da rede elétrica. E nunca faça queimadas, nem deixe a vegetação chegar perto dos fios e postes.
Poda de árvores: nunca faça poda de árvores que estiverem próximas ou em contato com as redes elétricas. Entre em contanto com a prefeitura de sua cidade e solicite o serviço. A poda de árvores é um serviço que deve ser realizado somente por profissionais preparados e qualificados.
Pipas: sempre empine pipas em locais abertos e afastados da rede elétrica. Jamais use fios metálicos ou cerol, e caso a pipa fique presa, não tente resgatá-la. Estas orientações devem ser reforçadas junto às crianças.
Construção ou Manutenção Predial: ao construir ou reformar, mantenha uma distância segura da rede elétrica, principalmente ao movimentar materiais metálicos, como barras de ferro e arames. Consulte sempre um profissional capacitado para este tipo de serviço ou a sua distribuidora.
Ligação Clandestina (Gato): ligações da rede elétrica, somente pelo eletricista de sua distribuidora de energia. Furtar energia é muito perigoso. Além de ser um crime, provoca acidentes e coloca vidas em risco.
A Campanha das Distribuidoras
As distribuidoras montaram uma força-tarefa em suas áreas de concessão, com divulgação de informações nas contas de luz, palestras educativas em escolas e canteiros de obras. Também serão veiculados spots de rádio, anúncios na mídia, divulgação em redes sociais e sites, distribuição de cartilhas e folhetos explicativos com dicas de prevenção de acidentes.
Para mais informações, acesse: http://www.abradee.org.br/usoconsciente

Figura1

 

14.07.2017-Arena da Energia apresenta projeto de eficiência energética

Para que empregados e dependentes pudessem conhecer um pouco mais do projeto de eficiência energética Energia para Novos Tempos – Educar para Preservar o Meio Ambiente, no período de 11 a 13/07/17, a Arena da Energia esteve montada nos pátios da Sede e Distribuição.
Com atividades lúdicas e interativas e exposição de diversos experimentos científicos, além de empregados e dependentes, estudantes do Instituto Federal de Roraima- IFRR também vieram à empresa conhecer o projeto.
Na Van é possível assistir a um filme sobre a importância da energia elétrica na nossa vida, como devemos usá-la com racionalidade e sem desperdício além de informar alguns tipos de fontes renováveis de energia, como o sol e o vento, e não renováveis, como o petróleo.
A casinha eficiente demonstra por meio de equipamentos eletro eletrônicos seus respectivos consumos por quilowatt-hora e como eles podem ser usados fora do horário de pico, gerando economia. O painel de lâmpadas informa as diferenças de consumo, custo-benefício e durabilidade entre as incandescentes, fluorescentes e de led. E um jogo da memória dá dicas de segurança e economia de energia elétrica.
Durante o período de recesso escolar a Arena da Energia ficou montada na Empresa. Na próxima semana ela estará disponível no Pátio Roraima Shopping.

DSC_0494

DSC_0234

DSC_0478

 

 

COMUNICADO

A Eletrobras Distribuição Roraima informa que houve um problema no sistema comercial e não foram lançadas as cobranças da parcela de diferença de tarifa e a contribuição para  custeio individual de iluminação pública na fatura de energia elétrica do mês de abril/2017, de algumas unidades consumidoras.
Os consumidores que identificarem a cobrança duplicada neste mês de maio/2017 podem entrar em contato com a Empresa pelo telefone 0800 70 19 120 ou procurar o posto de atendimento para fazer a retificação da fatura, postergando essas cobranças.

NOTA

A Eletrobras Distribuição Roraima informa que, conforme decisão da Justiça Federal do dia 08/12/2016, a partir da próxima quarta-feira,  14/12/2016, iniciará a cobrança, de forma parcelada, das diferenças de tarifas de energia deixadas de faturar referente ao reajuste anual de 2015 autorizado pela Aneel em 27 de outubro de 2015.

“A cobrança das diferenças do período de novembro de 2015 a agosto de 2016 será incluída de forma discriminada nas próximas contas. Serão dez parcelas mensais com os valores corrigidos pelo IGP-M e sem a incidência de juros”, conforme explicou Anselmo Brasil, presidente da Eletrobras Distribuição Roraima.

 

 
Acontece banner-edital-eventos-do-setor-elétrico-2017 Acontece
Acontece

Conheça o programa de eficiência energética da Eletrobras Distribuição Roraima

Licitações e contratos disponibilizados no site da Eletrobras Distribuição Roraima

A Eletroras Distribuição Roraima desenvolve o Projeto de Educação Ambiental

Atendimento Online

Emitir a segunda via de sua fatura, consultar o seu histórico de consumo, solicitar serviços e acompanhar o andamento de suas solicitações. Tudo isso ficou mais fácil com os serviços disponibilizados pela Eletrobras Distribuição Roraima a você.

Manutenção Programada

Veja onde haverá desligamento de energia para que as equipes da Eletrobras Distribuição Roraima realizem o serviço de manutenção na rede de distribuição de energia elétrica. A manutenção programada é um serviço preventivo para garantir que os consumidores tenham energia de qualidade.

Ouvidoria Eletrobras Distribuicão Roraima A Ouvidoria é um canal de comunicação direta entre os clientes internos e externos da Eletrobras Distribuição Roraima, que possibilita o registro de reclamações, sugestões, denúncias ou elogios com segurança e garantia de sigilo.